Conselho de ética instaura processos contra Carla Zambelli e Filipe Barros
Artigo

Conselho de ética instaura processos contra Carla Zambelli e Filipe Barros

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados abriu um processo contra os deputados Carla Zambelli (PSL-SP) e Filipe Barros (PSL-PR). Na tarde desta terça-feira (3), foram sorteados os nomes de seis deputados que irão compor as duas listas tríplices das quais vão sair um relator para cada caso avaliado pelo conselho.

O primeiro é movido pelo PSL contra a deputada Carla Zambelli, que compõe a legenda. Neste processo a deputada é acusada de ter ofendido a deputada Joice Hasselman nas redes sociais, quando ela deixava a liderança do governo. A lista tríplice deste caso é composta pelos deputados Márcio Marinho (Republicanos-BA), Julio Delgado (PSB-MG) e Emanuel Pinheiro Neto (PTB-MT).

“A Joice se sentiu ofendida e precisou mobilizar um partido para atuar contra mim. Quer me calar e, a partir disso, mostra que não tem capacidade de aguentar o que a incomoda”, afirma a deputada Carla Zambelli.

O outro processo movido no conselho é o do Partido dos Trabalhadores  contra o deputado Filipe Barros do (PSL-PR). O PT acusa Barros de ter quebrado decoro durante a reunião da CPMI das Fake News ao associar o partido a organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), e de ter ofendido o senador Humberto Costa (PT-PE), líder do partido no Senado.

Para este caso, a lista tríplice é composta pelos deputados: Márcio Marinho (Republicanos-BA), Igor Timo (Pode-MG) e Guilherme Derrite (PP-SP).

A definição dos nomes que vão assumir a relatoria dos casos está prevista ainda para esta semana.

Filipe Barros se manifestou no seu Twitter sobre o processo movido contra ele no conselho de ética.

Essa publicação tem como fonte original:congresso em foco

Comentários

0 comments

Paulo José

Aqui você vai encontrar tudo sobre politica e muito mais