Bebê de 2 anos fica cego após ter olho perfurado por cabide
Artigo

Bebê de 2 anos fica cego após ter olho perfurado por cabide

A luta de Vicente Oliveira da Costa para recuperar a visão do olho direito começou em maio deste ano, quando, por um descuido, o bebê de 2 anos e nove meses puxou uma das peças de roupa do guarda-roupas e o cabide perfurou um de seus olhos.

Foi preciso passar por cirurgia para reparar o ferimento. Mas após alguns meses a criança começou a se queixar para a mãe de que o olho estava “estragado”.

“Ele começou a coçar os olhos e a ficar sensível à claridade ou a lugares com pouca luz. Até que notei uma mancha branca no olhinho”, diz a mãe, Lisandra Oliveira, que retornou com o filho ao oftalmologista e recebeu o diagnóstico de catarata traumática, com cegueira total do olho direito.

Vicente também se sentiu acanhado por ter que usar o tampão durante o tratamento e fez um pedido a mãe: “ele se sentia estranho com o curativo nos olhos e me pedia para usar juntos e ficar os dois com olho de pirata”

As cirurgias de catarata e de vitrectomia estão marcadas para janeiro de 2020, no Instituto Mato-grossense de Oftalmologia, e os custos chegam a R$ 6,9 mil.

Para arrecadar fundos para a cirurgia, a família está organizando o “almoço beneficente em prol do Vicente”, no domingo (15).

No cardápio, galinhada, farofa de banana, feijão e salada . Tudo sairá por 10 reais, no Barracão do Bairro Jardim dos Estados, em Várzea Grande, a partir das 10 horas da manhã.

Informações e convites sobre o almoço, pelo telefone (65) 99275-3380 – Lisandra.

Essa publicação tem como fonte original:Livre

Comentários

0 comments

André Rodrigues

Repórter freelancer ( 63 999954103)