O São Paulo convocou reunião do Conselho Deliberativo para o próximo dia 19. Na pauta está a discussão da previsão orçamentária de 2020.
Por isso, alguns jogadores que têm vencimentos altos e foram pouco utilizados começaram a ser bastante questionados internamente por conselheiros. Assim, a pressão sobre Hernanes, Alexandre Pato e Jucilei aumentou.
O trio de veteranos se enquadra neste cenário. Nesta temporada, o desempenho deles ficou muito aquém do esperado, enquanto os custos estão muito acima da média. Para complicar um pouco mais a situação, no caso de Hernanes e Pato, contratualmente, estão engatilhados aumentos nos vencimentos durante a próxima temporada.
Na visão destes conselheiros, uma solução para reforçar o caixa seria a negociação desses jogadores. O problema, porém, é que os três não têm mais o perfil desejado pelos clubes dos grandes centros europeus. Pesa a idade mais avançada —Pato tem 30 anos; Hernanes, 34; Jucilei, 31. Além disso, o trio fechou contratos longos com o São Paulo.
Pato tem vínculo com o Tricolor paulista até 31 de dezembro de 2022, Hernanes tem acordo até 31 de dezembro de 2021, enquanto Jucilei assinou até 31 de dezembro de 2021. Neste ano, Jucilei chegou até a ser afastado do time, quando Cuca era o treinador. O jogador ficou três meses treinando por conta própria, no Rio de Janeiro. O Tricolor paulista e os representantes do atleta não receberam uma proposta que fosse considerada vantajosa. Após o fechamento das janelas de transferência para a maior parte dos países e a chegada de Fernando Diniz, ele foi reintegrado. Já Pato e Hernanes não conseguiram se readaptar ao Brasil da maneira esperada após passagem pelo futebol chinês. A dupla .