Morreu na última segunda, dia 9, o dançarino Rodrigo Motta, de 28 anos, que ficou conhecido por participar do clipe “Vai malandra”, de Anitta. De acordo com informações de amigos, o jovem, que também era bartender no Bar da laje, do Vidigal, foi assassinado.
No trabalho com a “Poderosa”, Rodrigo aparecia passando óleo na mulherada, que usavam biquínis de fita isolante, e ele foi elogiado pelo corpo malhado. Depois da participação, o dançarino viu propostas de trabalhos como modelo aumentarem: “Está bombando, mas sigo trabalhando no Bar da Laje”, disse ao EXTRA, na época.
Nas redes sociais, amigos prestaram homenagens ao modelo.
“Meu maninho, não estou acreditando que nunca mais poderei te abraçar. Não era para ser assim. Você respirava alegria, felicidade, sempre fomos fortes e juntos no melhor e na pior.
Você foi um irmão que a vida me deu de graça. E hoje você se foi, mas o seu sorriso vai ficar em nossos corações para sempre. Ainda ontem comentou na foto que eu postei falando que me amava e nem deu tempo de eu responder antes de terem tirado sua vida. Que dor, que ódio”, escreveu o MC Francês.