Ainda de acordo com o Boletim de Ocorrência, o casal disse que teria dado umas ‘chineladas e palmadas’ no menino, como uma correção da sua postura.
 
Um casal foi preso suspeito de agredir o filho adotivo em Londrina, no norte do Paraná, na noite deste domingo (8). As autoridades ficaram sabendo do caso depois que o menino, de oito anos, deu entrada no Hospital Evangélico com ferimentos graves. (Assista reportagem abaixo)
 
A criança, que foi adotada pelo casal há dois meses, no Mato Grosso do Sul, permanece internada em estado grave, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
 
Segundo o Boletim de Ocorrência, uma conselheira tutelar recebeu a ligação do hospital alegando que um menino estava sendo atendido no pronto-socorro com lesões tipicas de agressões.
 
Depois que a conselheira foi até o hospital e encontrou o menino com marcas severas de agressão física e indícios de tortura, a Polícia Militar (PM) foi acionada. Ainda de acordo com o B.O., o casal disse que teria dado umas ‘chineladas e palmadas’ no menino, como uma correção da sua postura.
 
O casal foi preso em flagrante e encaminhado à Central de Flagrantes de Londrina.