MENINA DE 3 ANOS TEVE QUADRO DE MORTE CEREBRAL DEPOIS DE SER ESPANCADA PELO PAI EM CURITIBA
Polícia Civil do Paraná (PCPR) investiga as causas da morte de uma criança de três anos em Curitiba, na terça-feira (3). O pai da menina, de 25 anos, foi preso em flagrante por ser suspeito de lesão corporal seguido de morte da filha
 
A desculpa do pai, é que a filha havia caído das escadas.
A criança foi internada em um unidade hospitalar na madrugada do dia 3 com diversos hematomas e traumatismo na cabeça. No final da tarde do mesmo dia, enquanto o pai estava sendo ouvido na delegacia, o hospital informou que a criança tinha entrado em óbito por morte encefálica.
 
De acordo com a investigação, a denúncia veio do hospital e do Conselho Tutelar, que informaram o estado de saúde e físico da criança e a suspeita de ser vítima de espancamento por barras de ferro.
 
No dia 10 de outubro deste ano, a Polícia Militar já havia registrado um atendimento na residência do pai. Na ocasião nenhuma agressão foi constatada, nem na criança morta, nem nos outros dois filhos da madrasta, de 5 e 9 anos de idade. No dia 6 de novembro deste ano, o hospital também chegou a informar o caso à polícia, mas a criança foi devolvida ao pai pelo Conselho Tutelar.