Em Bom Sucesso, Nana (Fabiula Nascimento) irá declarar todo o seu amor por Mario (Lucio Mauro Filho) e pedirá que ele termine tudo com Silvana Nolasco (Ingrid Guimarães).
“Mario, eu não sou burra. Eu sei que você já sofreu muito por minha causa. Me amando e sendo rejeitado. A última coisa que eu quero é ser um estorvo na sua vida. Brincar com os seus sentimentos. Mas eu também não posso mais brincar com os meus. Eu não quero que você seja só o pai do nosso filho. Eu quero você do meu lado”, falará Nana, segundo informações do site Observatório da Televisão.
O poeta, no entanto, ficará com medo de colocar um fim em seu relacionamento com a personagem de Ingrid Guimarães. “Mas e a Silvana?”, questionará ele.
“Eu espero você terminar com ela, se você quiser. A pergunta agora é: o que você quer? Porque essa é a última vez que eu vou tentar. Se você falar que não, eu prometo que nunca mais toco nesse assunto com você”, finalizará a irmã de Marcos (Romulo Estrela), deixando Mário sem saber o que fazer.
AINDA SOBRE BOM SUCESSO

Em Bom Sucesso, Alberto (Antonio Fagundes) faz de tudo por Paloma (Grazi Massafera), a sua amada. Disposto a agradá-la e provar que a ama, o dono da editora até comete um crime por ela.
Ele decide acatar o pedido do pilantra Elias (Marcelo Faria) que quer uma alta grana para doar o sangue necessário para salvar a vida de Gabriela (Giovanna Coimbra), que também é filha dele.
Desesperada, Paloma implora pelo o dinheiro a Alberto, que concordará em pagar Elias. Ele chamará o seu advogado, Machado (Eduardo Galvão) na mansão para acertar a transação, e o advogado fará um alerta, dizendo que isso é ilegal no Brasil.
“Alberto, quero deixar bem claro que, como seu advogado e amigo, eu não aconselho dar dinheiro pra esse bandido. Isso pode trazer sérias complicações. Pela lei, você está sendo conivente com um crime, pagando por esse sangue”, fala Machado.
“Para quem tem poucos meses de vida, isso não é bem um problema. Que mais?”, afirma o milionário, com desdém, sobre poder ser preso. “Você vai ter que justificar o motivo desse saque. E depois tem o imposto de renda”, avisará o advogado na novela da Globo.
“Machado, essa menina salvou a minha vida, ou pelo menos, adiou a minha morte. Eu devo isso a ela, e vou fazer tudo que esteja ao meu alcance pra salvar a Gabriela. Infelizmente, eu não tenho como obrigar um pai a doar sangue pra filha. Deveria existir uma lei sobre isso. Mas, como não tem, eu não vejo outra solução”. Com informações do Notícias da TV.