O Palmeiras se reuniu com agentes de Jorge Sampaoli na última quinta-feira, mas a busca do clube alviverde pelo treinador argentino começou há duas semanas, ainda com Mano Menezes no comando da equipe.
Sampaoli foi consultado pelo Palmeiras por meio de Gabriel Andreata, gerente de futebol do Santos indicado pelo treinador argentino assim que chegou ao clube alvinegro, no começo da temporada. A informação foi divulgada inicialmente pelo Esporte Interativo e confirmada pelo UOL Esporte.
A sondagem do Palmeiras foi comandada por Alexandre Mattos, diretor de futebol demitido no último domingo (1º). A busca aconteceu entre as derrotas palmeirenses para Grêmio e Fluminense. Ou seja, entre os dias 24 e 28 de novembro – Mano foi demitido no dia 1º, mesmo dia que Mattos.
A ideia do presidente Maurício Galiotte era demitir Mano ao fim do Brasileirão para contar com Sampaoli a partir de janeiro. Mattos seria mantido como o time alviverde reagisse.
O mandatário, porém, mudou de ideia depois da derrota por 3 a 1 para o Flamengo em pleno Allianz Parque, após pressão dos seus vices. Sem Mattos, as negociações, como já mostrou o UOL Esporte, estão sendo tocadas por um empresário brasileiro e por um italiano.
Procurado pela reportagem do UOL Esporte, Andreata disse que não foi intermediário das tratativas entre Palmeiras e Sampaoli.
“Não sou e nunca fui representante do Jorge Sampaoli. É preciso ter responsabilidade quando envolve o nome de uma pessoa publicamente. É incompatível com a minha função. Causa estranheza uma informação completamente equivocada às vésperas de um jogo que vale a vice-liderança do campeonato”, disse Andreata à reportagem.