Após decidir pela demissão de Alexandre Mattos e Mano Menezes, o Palmeiras precisará arcar com o pagamento das multas rescisórias. Só com o diretor, o clube pagará cerca de R$ 3 milhões. A multa do treinador é mais baixa e fica perto dos R$ 500 mil.
A situação agrava ainda mais os problemas financeiros vividos pelo Alviverde, que já acumula um prejuízo de quase R$ 40 milhões no ano e precisou até adiar o pagamento de luvas com os atletas.
Segundo apurou a De Primeira com diretores do Palmeiras, a rescisão de Mattos é diferente dos padrões adotados para os contratos com os treinadores, que sempre recebem um salário em caso de demissão. No caso do diretor, o total é variável.
Explica-se: o acordo prevê pagamento da metade de todos os salários que ele teria a receber até o final de seu contrato, em dezembro de 2021