Treinador deixou o Palmeiras após perder por 3 a 1 em casa e ser muito criticado pelos palmeirenses nos últimos dias.
O Palmeiras demitiu o treinador Mano Menezes neste domingo (1). Comandante, que chegou para substituir Felipão na metade do Campeonato Brasileiro, não resistiu à derrota sofrida por 3 a 1 em casa para o Flamengo e protestos da torcida organizada nas últimas semanas. Time vem de duas derrotas seguidas e perdeu a segunda colocação do Brasileirão para o rival Santos.
Mano Menezes chegou muito criticado pelos torcedores do Palmeiras por seu vínculo campeão com o Corinthians, grande rival, além do estilo de jogo mais defensivo. Com contrato até o fim de 2021, o treinador alviverde permaneceu no comando do clube por menos de dois meses. Anuncio foi feito pela conselheira Leila Pereira, em sua conta no Twitter.


O técnico Mano Menezes não resistiu à pressão e foi demitido do comando do Palmeiras no início da noite de hoje (1º), pouco depois da derrota por 3 a 1 para o Flamengo no Allianz Parque. Pouco depois das 19h45 (de Brasília), Maurício Galiotte, presidente do Alviverde, confirmou a saída do treinador e também do diretor de futebol Alexandre Mattos.
“Neste momento a gente anuncia o encerramento de um ciclo. A saída do treinador Mano Menezes, o qual, a gente agradece pelo período e do diretor de futebol Alexandre Mattos, que liderou um projeto vencedor, com três conquistas nacionais importantes”, disse Galiotte em coletiva de imprensa no Allianz Parque.
A passagem de Mano pelo Palmeiras durou pouco menos de quatro meses. O contrato iria até o fim de 2021. A multa rescisória é de um salário, assim como era com seu antecessor, Luiz Felipe Scolari.
Em 20 partidas sob o comando de Mano, o Palmeiras venceu 11 vezes, com cinco empates e quatro derrotas. Apesar do bom começo após emendar cinco triunfos seguidos, Mano não conseguiu manter o Palmeiras próximo ao Flamengo na briga pelo título brasileiro.
A derrota para o rival é a terceira seguida na temporada, marca que não acontecia havia 29 meses – em julho de 2017, o time alviverde perdeu para o Barcelona-EQU, pela Libertadores, e para Cruzeiro e Corinthians, pelo Brasileirão. No campeonato nacional, a equipe não perdia três jogos consecutivos desde agosto de 2015.