A Polícia Federal periciou as mensagens de terceiros que Walter Delgatti enviou à deputada Manuela D’Ávila e confirmou que várias delas eram falsas.
A informação é do colunista Claudio Dantas, do Antagonista. Vermelho confiscou contas inativas do Telegram de alguns alvos e gerou simulações de diálogos, expondo depois essas conversas como verídicas.
Foi o que aconteceu, por exemplo, no caso do grupo de Telegram de ministros do Supremo – que nunca existiu – e das conversas de Eduardo e Carlos Bolsonaro.
As revelações de Walter Delgatti à Polícia Federal fazem parte de um acordo de delação premiada. Perícia avaliou que diálogos foram alterados.