Marcos do Carmo Rocha, pai do menino que foi atacado por um tigre em um zoológico em Cascavel, no Paraná, em 2014, foi condenado a três anos de prisão em regime aberto por lesão corporal e omissão.

O pai de Vrajamany Fernandes Rocha, que na época tinha 11 anos, também terá que prestar serviços comunitários e restrição de circulação em horários determinados.

A pena foi agravada porque a criança teve o braço amputado e logo viralizou nas redes sociais, sendo compartilhada milhares de vezes.

Segundo a juiza Fernanda Consoni, Marcos demostrou ausência de cuidado e proteção com o filho, além de saber do risco que o filho estava sendo exposto ao ultrapassar a barra de proteção do zoológico para tirar foto e permitir que ele mexesse no animal.

Muitos que viram o vídeo comentaram que o pai realmente tinha culpa pois foi uma falta de cuidado que ele teve com o filho.