Dias contados? Clubes irão decidir se VAR sai no Brasileirão 2020 – Comunidade F7

De acordo com jornalista da ACERJ(associação dos cronistas esportivos do RJ)que esteve em reunião com Leonardo Gaciba, assembléia no fim da temporada entre clubes e CBF irá definir se o árbitro de vídeo segue ou não no ano que vem.

Tão desejado e tão criticado… A inserção do árbitro de vídeo é a grande novidade do Campeonato Brasileiro 2019. Aprovado como inovação necessária para aumentar o sentimento de justiça no futebol, o VAR, no entanto, se tornou um dos alvos principais de críticas dos times ao longo da competição. De acordo com o jornalista Eraldo Leite, da Rádio Globo, no fim do ano acontecerá um arbitral entre os 20 clubes da Série A e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e eles terão o poder.

 

A informação de Eraldo Leite surgiu após uma reunião com o presidente da CBF, Rogério Caboclo, conforme retratou o jornal O Dia. Vale ressaltar que o uso do VAR em 2019 foi aprovado por unanimidade entre os clubes da Séria A. Um ano antes, quando a CBF delegou aos clubes a missão de arcar com os custos, os clubes negaram, por 12 votos a 7, o uso do VAR.

 

Nesta temporada, a despesa dos clubes com o árbitro de vídeo é com os profissionais responsáveis pela operação. O valor, ao todo, é de R$ 350 mil para os 19 jogos que a equipe for mandante.

 

O Brasileirão 2019 é o primeiro a utilizar o VAR desde o início do campeonato. Por conta disso, as polêmicas se acumulam a cada rodada e não são poucos os técnicos e jogadores que questionam a eficácia da tecnologia. Outro questionamento é a falta de critério na interpretação dos árbitros que comandam o vídeo.

 

A grande polêmica é : o Brasil estaria hoje preparado para receber o árbitro de vídeo???visto que somos ainda um país mergulhado em corrupção,e que a burocracia é um dos principais elementos alimentadores dessa prática que corroe a nação?.A burocracia ,no futebol, representada pelo VAR,é sem dúvida ,uma grande manipuladora de resultados e extremamente difícil de se controlar.