Adolescente de 15 anos mata mãe a facadas após assistir Coringa em Londrina – Comunidade F7

O adolescente de 15 anos, principal suspeito de ter matado a mãe, Shirley Bueno Silva, de 52 anos, além de esfaquear o padrasto, Agnaldo José da Rosa, ex-secretário de Obras do município de Londrina, está preso aguardando as investigações do caso. Último pedido do filho à mãe, foi para ir ao cinema assistir o filme ‘Coringa’

 

De acordo com informações da Polícia Civil, o adolescente teria matado a própria mãe com golpes de faca enquanto usava uma máscara de hallowen. Os objetos foram apreendidos pelos policiais

Jornalismo | 31 de outubro de 2019
Jovem de 15 anos mata mãe a facadas após assistir Coringa em Londrina

Último pedido do filho foi para assistir Coringa no cinema com a mãe – Foto: Arquivo pessoal
O adolescente de 15 anos, principal suspeito de ter matado a mãe, Shirley Bueno Silva, de 52 anos, além de esfaquear o padrasto, Agnaldo José da Rosa, ex-secretário de Obras do município de Londrina, está preso aguardando as investigações do caso. Último pedido do filho à mãe, foi para ir ao cinema assistir o filme ‘Coringa’.

 

Menino matou a mãe, limpou a faca e seguiu para a escola – Foto: Reprodução/PM-PR
De acordo com informações da Polícia Civil, o adolescente teria matado a própria mãe com golpes de faca enquanto usava uma máscara de hallowen. Os objetos foram apreendidos pelos policiais.

 

Mãe procurou ajuda de especialistas após notar que garoto tinha comportamentos estranhos.

Segundo a irmã do garoto, Lidia Mayara Silva, ele apresentava um comportamento estranho, e a família já havia procurado ajuda de psicólogos, além de tratamentos. Ela ainda conta que ele era diferente das outras crianças, passava a maior parte do tempo jogando videogame e comentava assuntos relacionados a morte, dor e tristeza, nas redes sociais.

Coringa
O último programa que fez junto à mãe, foi ir ao cinema assistir o filme do ‘Coringa’ que está em cartaz nas salas do país. Na trama, o personagem vivido por Joaquim Phoenix, também apresenta problemas de relacionamento com as pessoas, após passar por um histórico de problemas familiares e psicológicos, até se transformar no conhecido vilão dos quadrinhos

 

Jovem teria agido friamente
Policiais também apreenderam o celular do adolescente que possui um protetor com uma cena aterrorizante segundo os agentes. De acordo com as investigações, após o crime, o menino limpou a faca, guardou a máscara e seguiu para escola, onde tinha aulas.

 

Ao ser questionado por vizinhos o que teria acontecido, ele respondeu que não sabia de nada.