Doze mulheres vão à justiça contra repórter da Record acusado de assédio


Depois de duas mulheres irem à justiça contra o repórter da Record Gérson de Souza, acusado de assédio sexual, outras dez vítimas resolveram denunciar o jornalista formalmente nesta sexta-feira, 24. As informações são do site “
Depois de duas mulheres irem à justiça contra o repórter da Record Gérson de Souza, acusado de assédio sexual, outras dez vítimas resolveram denunciar o jornalista formalmente nesta sexta-feira, 24. As informações são do site “Notícias da tV.

No total, já são doze o número de mulheres que denunciaram o repórter de 60 anos, um dos mais experientes da Record, por assédio. Segundo o noticioso, apesar de ainda não ter tomado nenhuma medida drástica contra o jornalista, a emissora da Barra Funda cedeu uma van para levar as vítimas até uma delegacia, no início desta tarde, para formalizarem a denúncia.

Conforme as informações, até o momento o Recursos Humanos da Record já recebeu doze reclamações de mulheres contra Gérson. Hoje, pelo menos mais três mulheres relataram o comportamento abusivo do profissional, que nega as acusações de assédio, e disse estar sendo vítima de “revanchismo”.

O “Notícias da TV” diz que Gérson de Souza foi visto andando na redação do “Domingo Espetacular”, atração da casa. Contudo, o departamento de Comunicação da Record informou que a emissora está investigando as denúncias e orientado as mulheres a procurarem a polícia, fornecendo, inclusive, assistência jurídica.

+ Record tenta esconder, mas participante do Power Couple recebe trágica notícia da morte do ex-companheiro e desaba

Até agora, a maioria dos casos de assédio relatos contra o repórter da Record é de abordagens verbais, com o jornalista chamando as mulheres de “gostosa”, por exemplo. Em outro caso, Gérson de Souza teria roubado um beijo de uma produtora do Domingo Espetacular. Após atacar a mulher, ele teria dito que “(o beijo) roubado era mais gostoso”. Houve uma discussão e outra jornalista teria testemunhado.

Em sua defesa, o repórter da Record Gérson de Souza negou as acusações, e acusou uma das denunciantes de revanchismo pois, segundo contou, ele teria reclamado do trabalho da mesma. “Eu reclamei com a chefia da qualidade das pautas dela, era roteiro que não tinha o nome do entrevistado, que não tinha informações. Estou vendo isso como revanchismo”, disse ele, completando ser de “uma época em qwue se brincava (com mulheres)” e reafirmando não ter assediado “ninguém”.

Esse artigo foi extraído do site:Tv Foco

Comentários

0 comments