11 anos depois, caso Eliza Samudio tem grande reviravolta e morte da modelo pode ser desvendada

Sem titulo 1 20

Nesta quarta-feira, dia 25 de agosto, o caso Eliza Samudio teve uma reviravolta, após a notícia de que o ex-policial Lauriano Assis Filho, conhecido como Zezé, estaria sendo julgado pela justiça, na cidade de Contagem em Minas Gerais.

O caso Eliza Samudio comoveu todo o país em 2010 e até hoje, 11 anos depois ainda é cercado de mistérios e muitas dúvidas.

Segundo consta nos registros do magistrado , José Lauriano, o Zezé é apontado como um dos envolvidos no crime que resultou na morte de Eliza, cujo restos mortais não foram encontrados até hoje.

Ainda conforme apurações, o ex-policial é acusado de participação no sequestro de Eliza Samudio, com a ajuda do primo de Bruno, o Jorge Luiz Lisboa Rosa, a mandado do goleiro Bruno, Macarrão de  Luiz Henrique Romão.

Traremos maiores informações assim que o julgamento do ex-policial for concluído. Até o momento, todas as pessoas que estavam envolvidas no crime foram condenadas a prisão, mas já estão cumprindo pena no modelo de regime semiaberto.

O goleiro Bruno por exemplo, cumpriu regime fechado, mas há 5 anos foi posto em liberdade provisória, sua ex-mulher, Dayane Rodrigues, foi absolvida de todas as acusações referentes aos crime contra a modelo.

A família da modelo ainda não veio a publico após inicio do julgamento do ex-policial, mas assim que as informações forem se atualizando, repassaremos aos nossos leitores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.