10 a 0: Tribunal aprova impeachment definitivo de Witzel

jfcrz abr witzel 1200x720 1

Não adiantou culpar o presidente Bolsonaro e seus correligionários. Não adiantou envolver até a Marielle Franco. Não adiantou suplicar pro STF adiar o seu julgamento final. Wilson Witzel foi definitivamente retirado do cargo de governador do Rio de Janeiro.

A derrota aconteceu hoje, nessa sexta-feira dia 30. Foi formado um Tribunal Especial Misto (TEM) do TJ-RJ para julgar o caso do ex-governador. E o resultado foi unânime: 10 votos pelo reconhecimento de crime por responsabilidade, e zero votos contra. Witzel, que desviou recursos da Saúde, levou uma goleada da Justiça.

Ainda no primeiro semestre de 2020, Witzel foi acusado de fraudes nas compras de respiradores. Seu ex-secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, o entregou na delação premiada. De acordo com Edmar, o ex-governador dividia um caixa único de propina com ele, o Pastor Everaldo, o empresário Edson Torres e Victor Barroso.

Além de perder definitivamente o cargo de Governador, Witzel está inelegível por 5 anos. E pensar que ainda em 2019 ele já cultivava planos para se candidatar a Presidente da República em 2022… as coisas correram mal, hein, Witzel? Se tivesse honestidade, humildade e cautela, poderia ter sido um bom governador. Traiu a todos os brasileiros, mas acima de tudo, traiu o povo carioca, que colocou tantas esperanças no ”juiz que odeia bandidos”. Que Deus tenha piedade do Rio de Janeiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.